quinta-feira, 12 de março de 2009

"Timidez" ou "Simbiose"?


Hoje fui descobrir esta aguarela, de que já não me
lembrava (pintada em 2002).!!
Acho que a vou emoldurar...
E que título lhe vou dar?? Aceito sugestões.

"Timidez" - sugestão de A.Tapadinhas
"Simbiose" - sugestão de "Letras Alinhadas"
"O encontro de mim" - sugestão de Fernanda Fontes

9 comentários:

A.Tapadinhas disse...

Timidez.
A minha sugestão para a aguarela.
Beijo.
António

Com Tintas e Pincéis disse...

Gostei... Vai ficar "Timidez"!
Obrigada.
Bj

Fernanda Fernandes Fontes disse...

Sugiro "o encontro de mim"... há um espelho à frente desta mulher...quem ela encontrará nele?

Bela aquarela!

Gostaria de conhecesse minhas letras...

http://degustacaoliteraria.blogspot.com/

Abraços!

patricia disse...

ola!!!
bigada pela sua visitinha e pelo comentario,gostei muito!

ta linda essa tela...ker dizer todas elas estao perfeitas,parabens=)

beijinhos fique bem!!!

LetrasAlinhadas disse...

Olá
Obrigado pelo teu comentário. Cheguei tarde, ainda assim, proponho ''Simbiose''. Gostei muito dele (que injustiça existir há tantos anos sem ser partilhado...). Gostei da forma como ela se mistura com a cama, com os lençois, até mesmo com a parede, gradualmente, sem a rigidez da existencia de fronteiras definidas. Gostei muito.

LetrasAlinhadas disse...

Olá de novo. Tenho bastante dificuldade em me pronunciar sobre este quadro (mãe e filho como o intitulas). Primeiro porque me incomoda olha-lo (aceita-o como elogio, porque de alguma forma toca-me...).
Depois, porque tenho medo de te melindrar. A verdade é que nele não vejo uma mãe e um filho. Porque o filho não parece dela (nem sequer na tonalidade da pele)e ela não me parece sequer uma mãe. É demasiado máscula, demasiado rude, a largura de ombros, as mãos grandes, a forma masculina dos joelhos, a expressão impessoal da cara...Desculpa a minha falta de convencionalismo, mas o que realmente vejo, é um orfão. Um orfão a ser alimentado pela rigidez do sistema, pela violencia de crescer abandonado numa qualquer instituição. Com um par de seios quanto baste e sobre para o alimentar, mas sem um pingo de amor, de doçura, de carinho maternal, de afecto, de atenção. Para mim o quadro é decididamente ''O Orfão'', mas por favor, não uses o nome porque é apenas o que ''eu'' vejo nele e não aquilo que realmente representa para ti. Desculpa! Um beijo.

LetrasAlinhadas disse...

Claro que vou continuar!

Carla Silva e Cunha disse...

ola
recebi a mensagem e a resposta é sim, terei imenso prazer em divulgar os vossos trabalhos.
podem contar com o meu espaço para expor e vender as vossas telas.
para combinarmos os detalhes é melhor ligar-me para 91 9675951
fico à espera
beijinhos

ontherocks disse...

Que mãos preciosas!! Quem me dera conseguir fazer algo do género!! Beijinho e boa semana!!